Oito Dicas Pra Fazer Promoções Na sua Loja


Como David Bowie Levantou US$ oitenta Milhões Negociando Músicas No Mercado Financeiro


Dupla sertaneja se fornece pela sexta-feira (2), primeiro dia do Planeta Atlântida 2018. Simone & Simaria responderam cinco questões pro G1, onde falaram, principalmente, sobre a presença feminina no gênero musical. A mulherada está com tudo no sertanejo. Não é à toa que essa dupla de irmãs arretadas executam fração de uma nova onda do modo musical que veio pra continuar.


Nascidas em Uibaí, interior da Bahia, Simone e Simaria vêm mostrando que na terra do axé também tem espaço para a música caipira. A carreira de Simone, 33 anos, e Simaria, 35, - como dupla - começou em 2012. No entanto foi a começar por 2015 que o sucesso bateu à porta pras irmãs, com a estreia do CD/DVD "Botequim das Coleguinhas".

  • 1994 - Lisboaleipzig II. O ensaio de música
  • Passeio de bicicleta para perceber os Grafites da cidade
  • 03/04/2012 às 16:59
  • Controle comercial
  • quarenta e três Recado recebido
  • 16- Qual seu cheiro prontamente

Falando nisto, as irmãs fazem porção de uma seleta lista de artistas nacionais com mais de um bilhão de visualizações no canal oficial delas pela plataforma de videos. Juntas, somam mais de vinte e quatro milhões de seguidores nos perfis pessoais e da dupla, só no Instagram. O sucesso mais recente, o hit "Regime Fechado", está entre as vinte músicas mais tocadas no Spotify Brasil. Pro G1, em entrevista concedida por e-mail, elas falaram da empolgação de cantar no festival, e também responderem questões sobre carreira, as mulheres no sertanejo e a ligação com o público gaúcho.


“Somos sempre recebidas com muito afeto e respeito, por todos. Isso é bastante gratificante e faz a gente ansiar regressar cada vez rapidamente para este estado maravilhoso”, destacou Simaria. G1 - É o lançamento de vocês no Planeta Atlântida. O que vocês conhecem do festival e de que jeito tá sendo a perspectiva pro show?


Simone - Será a nossa estreia no Planeta Atlântida e estamos super impacientes pra subir neste palco, por onde grandes nomes da música já passaram. Estamos preparando um show especial, com muita animação. Desejamos olhar o público gaúcho se divertindo muito com as coleguinhas mais amadas do Brasil. G1 - Nas redes sociais, vocês são uma das atrações mais faladas pelos planetários nessa edição. Qual a relação de vocês com os fãs gaúchos?


Simaria - Ai que alegria saber disso, gente! Temos um admiração muito extenso pelos gaúchos. Somos a todo o momento recebidas, com muito afeto e respeito, por todos. Isto é muito gratificante, e faz a gente ambicionar reverter cada vez de forma acelerada para este estado esplêndido. G1 - O sertanejo começou a receber espaço no Planeta Atlântida a partir de 2009, só com duplas masculinas e cantores solo do gênero, como Luan Santana, Michel Teló, Gusttavo Lima e Wesley Safadão. Como é para vocês ser a primeira dupla feminina a obter o palco principal do festival?


Simaria - É uma honra poder representar essa mulherada toda, que vem fazendo ainda mais sucesso. E, também, é a promoção de um sonho nosso, estar no palco de um dos maiores festivais do Brasil, levando a nossa música, a nossa verdade. G1 - Algumas letras do sertanejo universitário são marcadas por uma certa romantização do ciúmes e da objetificação da mulher. O sertanejo trazido pelas mulheres vem mostrando letras de histórias de superação e de liberdade feminina.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *